MENSAGEM DE NATAL E REFLEXÃO

22.12.2010

 

Termina mais um Ano de lutas, muitas conquistas e realizações.

É neste sentimento de missão cumprida com muito orgulho, muita honra, muito trabalho, que encerramos este ano de 2010 olhando para trás, para repensar o que deu certo, o que emperrou, o que conseguimos por obra da insistência ou facilidades, que viemos agradecer a todos com quem tivemos a oportunidade de estar.

Agradecer aos parlamentares que estiveram ao nosso lado prestando todo apoio e orientação para nossa caminhada. Aos companheiros de todos os sindicatos; ao apoio efetivo da Força SIndical; aos grupos de discussão da internet que nos ensinaram muito através dos temas discutidos. Enfim, a todos os que direta ou indiretamente fizeram parte da nossa história ao longo deste ano que se finda.

Mas 2011 está ai. Desejamos a todos um ano de grandes realizações, vitórias, união principalmente em seus lares, pois o trabalho, as lutas, o social são extensões das nossas bases - nossos lares.

Mas, principalmente para nós terapeutas, que possamos fazer uma reflexão interior dos nossos passos, das nossas ações, e possamos perceber o quanto crescemos emocionalmente, espiritualmente, interiormente, pois é este equilíbrio interior que mostrará como será nosso exterior. A paz, a harmonia interna, a saúde física, o respeito e o amor incondicional ao próximo e ao que buscamos desenvolver profissionalmente, com "ENTREGA", saindo de si para entender o outro, é o que certamente só conseguiremos se estivermos contritos com nosso PAI MAIOR.

QUE A PAZ ESTEJA EM CADA UM, QUE A LUZ DIVINA CUBRA CADA UM!
Sãos os votos dos que fazem a FENATE

Adeilde Marques

.


Deixamos aqui a reflexão das ultimas discussões com os companheiros do grupo acupunturabrasil@yahoogrupos.com.br, com quem tivemos muito aprendizado ao acompanharmos seus passos na luta pela regulamentação da acupuntura.

A reflexão abaixo veio como resposta aos questionamentos que surgiram após divulgarmos as últimas noticias da FENATE

EM RESPOSTA

Querido companheiro Arnaldo e demais
Vou tentar colocar  a visão da FENATE em referência aos seus pertinentes e sábios questionamentos.
Em 2003, quando começamos a tentar entender e pesquisar sobre as terapias, descobrimos tantas, e todas soltas. Foi dai que veio a idéia de juntar tudo num grupo só, com o objetivo de proteger das investidas das demais classes da saúde (Conselhos), e na Assem´léia Legislativa do Estado de Sergipe fomos ouvidos pelos deputados na primeira Audiência Pública a respeito, exatamente no dia 13 de maio de 2003.  A corrida dos demais conselhos pelas terapias foi bastante intensa, nesta época, e houve quem chegasse prá mim e mostrasse a que conselho cada terapia deveria pertencer. Naturalmente fiquei indignada, e intensificamos a idéia de proteger todas, o que veio a oportunidade a partir de 2005 quando assumi a FENATE. Mas percebemos que, enquanto nós queríamos encontrar uma forma de defender TODAS as terapias num grupo só denominado TERAPEUTA, a exemplo da categoria de MÈDICOS, PSICÓLOGOS, ..., grupos paralelos começaram a se formar e buscar a indivualidade para fins de regulamentação. Um direito de cada um que entendeu que deveria ser assim. Imagina se todo mundo se soma desde então, com o apoio e respeitabilidade que desde o início conseguimos em Brasilia, pela seriedade com que buscamos nossas metas, onde já teríamos chegado!  Mas isso faz parte da história de classes até que se alcance os objetivos individuais ou coletivos, aquilo que tiver que ser. Mas garanto a vcs que se não fosse essa ousadia da FENATE, há muito tempo diversas especialidades das  terapias já não seriam mais nossas. Certamente que o mérito não é só nosso. Naturalmente a briga dos outros conselhos contra o ato médico, e outros atores anônimos contribuiram para que hoje ainda tenhamos o domínio sobre o que é nosso, embora tenhamos que dividir com a classe médica e outras que criaram resoluções para atuarem com algumas terapias. Sobre a questão da acupuntura especificamente, nós não colocamos o corpo de banda, absolutamente. Não defendemos a individualidade porque está indo contra o nosso objetivo, mas discutimos isso com o próprio Conselho Federal de Medicina recentemente.

Diretores da FENATE se reúnem com Vice-presidente do Conselho Federal de Medicina em Brasilia

"Técnica da Acupuntura só é autorizada para medicos" é assunto discutido pela FENATE no CFM

Não lembro se em algum momento falamos os termos "contra médicos". Não pensamos nestes termos. Se discordamos de algo buscamos discutir o assunto para chegar a um entendimento. Foi isso o que fizemos buscando o CFM. É o que todos deveríamos fazer. Foi o que fizemos quando iniciamos, procurando entendimento com SINTE e SINATEN, sendo desdenhados por ambos desde aquela época. E até hoje.  Não vou dizer que vou entrar na luta individual de voces, porque não pensamos em separatividade. Continuaremos tentando defender o TODO.

Acho que vai ser meio difícil se  reconhecer individualmente o Conselho de Acupuntura, Conselho de Naturologia, Conselho de Massoterapia, etc. porque até o momento não se admitia criar mais nenhum conselho na área da Saúde, e nós (voces, nós e outros) já conseguimos mostrar que existe a necessidade sim, principalmente na nossa área, Se voces conseguirem a regulamentação da acupuntura, ótimo. Vou aplaudir embora acreditando que SÓ A UNIÃO FAZ A FORÇA.

Concordo plenamente qdo vc diz "Por mim as organizações dedicadas a acupuntura deveriam filiar-se as das terapias não médicas e de outra parte, a mesma, independente de tais filiações, deveria tratar de defender a acupuntura, que jamais deveria ter sido excluída de seu escopo de ações protetoras, independente do que pensam as organizações ligadas a tal profissão. "

 Quero deixar claro que em nenhum momento quisemos atrapalhar a caminhada de voces porque na realidade percebi esse movimento nos últimos tempos, quando já, desde 2003, buscávamos regulamentar o TODO, conforme citado acima!

Estamos à disposição para quaisquer eventualidades desde que se trate de encontar uma forma de batalhar pelo todo. Afinal somos mais de 600.000 (seiscentos mil) profissionais que precisam ser reconhecidos, e sair do campo da ocupação para a profissão. Não consigo pensar senão coletivamente. Mas respeito quem só consegue ver o específico. Se respeitamos o outro, e o outro nos respeita, a vida por si só vai levando ao curso que devem acontecer as coisas. . Assim caminha a humanidade!

Desejo boa sorte

DESEJO UM FELIZ NATAL E UM NOVO ANO DE CONSENSOS, ENTENDIMENTOS, VITÓRIAS E PAZ

Adeilde Marques www.fenate.org.br

De: arnie_rj <arnie_rj@yahoo.com.br> Para: acupunturabrasil@yahoogrupos.com.br
Enviadas: Terça-feira, 14 de Dezembro de 2010 10:02:27Assunto: Re: Res: [acupunturabrasil] Raul Breves em Recife...
Excelente defesa, útil junto a opinião pública. Parabéns a Adeílde e ao Fenate pela iniciativa. Que tais atitudes se consolidem em direção aos representantes do povo no governo (parlamentares eleitos), com atuação ativa da Fenate nesta esfera.  Um abraço,  Arnaldo V. Carvalho


 

FENATE - Endereço Provisório em Brasília - SCS Qd. 02 - Ed. Anhanguera - 7.º andar - Sala 701 - CEP 71315-900 - Brasília-DF